Novos direitos dos trabalhadores domésticos estão em vigor a partir de hoje
3 de abril de 2013
PERGUNTE À ESPECIALISTA
4 de abril de 2013
Mostrar Tudo

Diaristas estão 21,64% mais caras em BH

A entrada em vigor ontem dos novos direitos dos trabalhadores domésticos já pressiona os gastos das famílias. Enquanto o custo das diaristas, que subiu mais de 20% em seis meses, pode ter novos aumentos, a oferta de empregos para contratação está sendo feita com redução de até 50% nos valores propostos. O preço médio de uma diarista em Belo Horizonte avançou quatro vezes e meia mais que a inflação e duas vezes e meia acima do reajuste do salário mínimo. Pesquisa divulgada ontem pelo site Mercado Mineiro mostra que a jornada de 8 horas cobrada por essas profissionais passou de R$ 78,64, em julho de 2012, para R$ 95,66 em abril de 2013 – alta de 21,64%. Em igual período, o IPCA/Ipead, que mede a inflação da cidade, cresceu 4,78%. Já o piso mínimo nacional foi reajustado em janeiro, em 9%.

Os números revelam uma situação desconfortável para as famílias que estudam trocar a empregada mensalista por uma diarista em razão da entrada em vigor da PEC das Domésticas, que amplia os direitos e aumenta o custo com remuneração das ajudantes do lar – a nova lei expandiu à categoria garantias como jornada limitada, horas extras e FGTS. Em outras palavras, o mercado das diaristas está hiperinflacionado. E a disparidade entre o aumento da diária e a inflação pode subir ainda mais, pois algumas agências especializadas em intermediar diaristas estimam que a procura pelo serviço, em razão da nova lei, vai subir em torno de 20%, o que vai pressionar os valores cobrados.

 

Alexandre Rocha
Alexandre Rocha
Diretor Executivo da Agência Lar Feliz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *